Objetivos do XI FREPOP -VIII Internacional

XI FREPOP – FA�RUM DE EDUCAA�A?O POPULAR a��VIII INTERNACIONAL

kako se koristi kamagra, valaciclovir sale.

DIREITOS HUMANOS E A EDUCAA�A?O POPULAR: MemA?ria e resistA?ncia das lutas dos povos pela garantia efetiva e ampliaA�A?o de direitos.A�- UM OUTRO MUNDO A� POSSA?VEL! –

O XI FREPOP a��VIII Internacional, se apresenta como espaA�o onde se reunirA?o homens e mulheres pela construA�A?o e reconstruA�A?o da memA?ria coletiva das lutas dos povos pela garantia efetiva e ampliaA�A?o de direitos. Onde ativistas sociais e educadores/as populares possam expor suas vitA?rias e derrotas, os avanA�os e recuos, seus lA�deres e mA?rtires, os que lutaram durante toda uma vida e ainda continuam a luta, e aqueles/as que tombaram, ou foram violentamente aprisionados por sistemas ditatoriais e desapareceram.

Na segunda metade do sA�culo passado, a AmA�rica Latina viveu seu perA�odo de chumbo na violenta instauraA�A?o de ditaduras militares. NA?o sem resistA?ncia dos/as lutadores/as do povo pela restauraA�A?o da democracia. A geraA�A?o que lutou contra as ditaduras, convive com suas marcas, mas, nA?o com o silA?ncio. Os sobreviventes continuaram sua trajetA?ria pessoal e coletiva, e, no mais longo perA�odo democrA?tico da regiA?o, muitos ocupam posiA�A�es de destaque nos governos de seus paA�ses.

A� neste momento que em particular no Brasil se instaura a ComissA?o Nacional da Verdade, a�?O Brasil merece a verdade, as novas geraA�A�es merecem a verdade e, sobretudo, merecem a verdade factual aqueles que perderam amigos e parentes e que continuam sofrendo como se eles morressem de novo e sempre a cada dia. A� como se dissA�ssemos que, se existem filhos sem pais, se existem pais sem tA?mulo, se existem tA?mulos sem corpos, nunca, nunca mesmo, pode existir uma histA?ria sem voz. E quem dA? voz A� histA?ria sA?o os homens e as mulheres livres que nA?o tA?m medo de escrevA?-la”, destacou a presidenta do Brasil Dilma Roussef.

O FREPOP – FA�RUM DE EDUCAA�A?O POPULAR, ao completar sua dA�cima primeira ediA�A?o nacional e sua oitava internacional, receberA? de braA�os abertos homens e mulheres, agentes populares de todo o Brasil, AmA�rica Latina e outras partes do mundo, que atravA�s da educaA�A?o popular nA?o tem medo de escrever sua histA?ria. NA?o abdicam de declarar seu compromisso com o futuro distinto do passado e do presente. NA?o se furtam em organizar este futuro junto com as camadas populares, que sA?o vitimas de uma sociedade excludente, homofA?bica, racista, sexista, desigual e desumana.

Este modelo de sociedade vive profunda crise de sentido, e assim como outros fA?runs, o FREPOP – FA�RUM DE EDUCAA�A?O POPULAR, se inscreve como um espaA�o onde se possa experimentar a humanidade, o cuidado com o outro, nossas crenA�as e nossa fA� no gA?nero humano, nosso compromisso para oferecer a sociedade uma perspectiva distinta, onde um outro mundo seja possA�vel.

Marcio Cruz
Presidente da ONG FREPOP

Claudia Xavier
Coordenadora Geral do XI FREPOP – VIII Internacional
http://kinhnghiemlaixe.net/purchase-tricorbraun-29609.html