FREPOP 2016: Onde será realizado?

Queremos colocar a discussão sobre em qual cidade e Estado da união o FREPOP 2016 poderá contribuir.

A definição do local implica em algumas condicionantes, entre elas, a capacidade de mobilização para a construção de uma coordenação plural entre os grupos e movimentos, e de articulação de infra estrutura mínima para a realização do evento.

A coordenação nacional do FREPOP, busca as condições de garantir o mínimo necessário, para sua realização, mas sem o apoio local para hospedagem solidaria, um local que seja capaz de agrupar oficinas, rodas de conversa e atividades culturais, fica inviável sua realização. A parceria com o poder público local, ou estadual, bem como instituições de ensino públicas, como escolas e universidades, são importantes para que o FREPOP tenha um mínimo de estrutura necessária.

Outra condicionante é a capacidade de mobilizar uma coordenação local, para assumir as tarefas, de organização. Não é possível organizar um evento a distancia, sem um apoio e coordenação local, o FREPOP não acontece.

Por onde o FREPOP passou, nas duas oportunidades em que  foi realizado fora de Lins/SP, os depoimentos são de que colaborou para aglutinar os movimentos populares, em um único território, discutir pautas, trocar experiências e compartilhar  possibilidades e sonhos viáveis, alem de aglutinar vários setores no seu processo de organização.

Processo de definição:

1) Colher informações pela internet.

Até dia 30 de novembro, estaremos com esta página ativa para receber as sugestões em forma de comentário sobre o tema gerador.

2) Método de definição presencial.

No mês de novembro, ainda a ser definida a data, estaremos realizando uma Ciranda de Mobilização e Organização do FREPOP 2016 para tomarmos decisões, entre elas,  qual será o tema gerador do próximo FREPOP. Esta ciranda será aberta e divulgaremos no site e nas redes sociais sua data, horário e local.

Agora é sua vez.

LOGO FREPOP cópiaParticipe! Se você e seu grupo acham que o FREPOP pode contribuir no processo de mobilização local de sua cidade e seu estado, escreva nos comentários abaixo.

24 comentários sobre “FREPOP 2016: Onde será realizado?

  1. São Paulo/SP. A questão ambiental e seus reflexos devem ser discutidos. São Paulo está passando por um processo de desenvolvimento do setor, incluindo mobilização urbana em seu planejamento. Nosso grupo atua com esse tema e a educação ambiental deve ser pensada como um tema para agregar no desenvolvimento crítico dos jovens.

  2. no Estado de São Paulo, em um período que contemple férias ou recesso escolar…

  3. A Faculdade Ages, localizada na cidade de Paripiranga na Bahia, abrange uma variedade de cidades circunvizinha graças a sua localização. tem projetos de apoio e incentivo ao desenvolvimento educacional e conta com equipes competentes de funcionários e professores, alem do grande numero de alunos que a frequentam.

  4. Em qualquer cidade do Estado de São Paulo durante o recesso escolar

  5. Sugiro que seja em alguma cidade de facil acesso. Preferencialmente capital ou proxima a capital.
    Caso a escolha seja Brasília, contem comigo para articular/organizar/mobilizar.

  6. Salvador seria uma boa opção,opções de espaço não falta.

  7. NA BAHIA NO HOTEL SOL ATLANTICO UM BOM LUGAR

  8. Queridas Pessoas,

    Poderia ser em uma Cidade-Estado mais central, no sentido de garantir a participação de todas as regiões do Brasil, afinal, as distâncias regionais também geram processo de exclusão. Assim proponho Brasília, considerando que resido no Estado do Piauí, seria mais central que RS ou SP.

  9. Sou do MS qualquer cidade seria de bom grado, logicamente que gostaria que fosse por aqui no Mato Grosso do Sul, mas vendo os comentários anteriores sugiro que seja Salvador na Bahia. Brasilia é um ponto bem visível em cenário nacional, mas dentro da proposta que defendo Salvador é ideal.

  10. Local , filho criado vai pro mundo e volta pra casa , aprende mais um pouquinho e volta pro mundo , neste vai e vem a casa pode não ser a mesma , mas as raízes estas continuam lá e se espalharam pela região, 2016 na casa onde nasceu ou na região onde fica a casa pra mim Lins ou região, a data a mesma de sempre meados de julho época em floresceu durante 12 vezes. Gostaria de ver um FREPOP entre as torres e os viadutos, mas por enquanto sonhando só então ainda não é realidade.
    Vamos que somos

  11. O Brasil por ser gigante, é consideravelmente maravilhoso de se ver, o mundo deseja conhece-lo, e os brasileiros deliram quando se fala na Bahia, com sua gente hospitaleira e feliz, terei certeza que o FREPOP for realizado aqui em Salvador Terra de Todos Nós os participantes, sairão contagiados, pelo carinho e atenção. E aguardamos aqui no fundo do nosso coração.

  12. Pela gama de possibilidades que a cidade de Salvador – Bahia oferece,em termos de infra estrutura, aspectos culturais,geograficamente bem localizada,Salvador sem dúvidas desponta como uma opção das mais acertadas para abraçar o evento FREPOP.

  13. RECIFE como terra do mestre Paulo Freire está de portas abertas para articular todos os movimentos populares e acolher o próximo FREPOP…
    Outra capital com grande potencial de experiências de Ed Pop é Fortaleza-CE e João Pessoa-PB…
    PERNAMBUCO te espera FREPOP 2016.

  14. Olá a todxs,

    Na ânsia de proporcionar que o Fórum seja itinerante, creio que a região Sul seria interessante, em qualquer município. Entendo que Curitiba seria um bom lugar, pela estrutura que a cidade oferece, além é claro, de contarmos com algumas pessoas que participam e já participaram do fórum em outras edições.

  15. Marília – SP
    Julho
    Tema – A Construção da Universidade Popular Livre:
    Os saberes e suas práticas na afirmação do poder popular.

  16. Pensando o FREPOP 2016.
    Um Tema desafiador: Tema – A Construção da Universidade Popular Livre:
    Os saberes e suas práticas na afirmação do poder popular.
    Enfim, algumas pessoas disseram que Goiás seria o lugar para o FREPOP 2016. Nós Goianos ficamos gratos pelo reconhecimento da nossa luta popular local. Nossa luta pela Saúde o que temos de registro, na década de 70, luta dos Trabalhadores Rurais, construíram como símbolo era uma lamparina pra alumiar os trieiros, o nome foi, “meio Grito” e sob as bênçãos da Diocese da Cidade de Goiás, o Bispo D. Tomás Balduíno junta-se na luta pelo direito à saúde.
    Lamparina foi o nome de uma cartilha, que explicava a metodologia para iluminar os caminhos. A mobilização social era Meio Grito, pois o grito inteiro é onde se ia chegar. Acho que chegamos no Sistema Único de Saúde que deve ser avaliado, construído e reconstruído todos os dias.
    Várias outras lutas seguem aqui, nosso Estado é um dos mais autoritários do território nacional e o coronelismo é uma prática cotidiana das elites e também de muita gente que quer ocupar o lugar social dos opressores.
    Penso que realizar o FREPOP em Goiás é uma oportunidade, temos potencialidades, articulações preocupação diversas. Mais vamos conversando!

  17. acredito que o melhor local será em Brasilia,

    Brasilia estar no centro do Brasil, assim fica mais fácil a participação de todos e todas do Brasil,

    se faz em um lugar distante ou como chamamos contra mão, ai fica difícil pela crise que estamos enfrentado no Brasil

    Olavo Alencar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*